sábado, 7 de março de 2009

O Dia D - entrega da carta

A data desta postagem não confere com a do Blog

------------------------------------------------------------------------

Chegou o grande dia!

Fui dormir exatamente às 5h45min da manhã dando os últimos retoques na carta e no cartão que enviei à EY.

Talvez mais para a frente eu poste aqui o conteúdo da mesma. Por enquanto, prefiro evitar por causa da busca do Google.

Das duas pessoas que sabem do meu amor pela EY, uma estava viajando, a Sra. Engenho de Dentro. Assim sendo, só contava com a Sra. F para me ajudar. Sem pestanejar, ela me aceitou me receber em sua residência para analisar a minha carta. Felizmente foi só elogios, disse que toda mulher gostaria de receber uma carta como aquela. Poxa, fiquei muito feliz com essa análise dela.

Ela me disse ainda que essa era a minha última cartada, que depois de enviar a carta, eu não a deveria procurar mais. Mas isso eu mesmo já tinha como certo. Mais o que posso fazer, claro, sem me tornar inconveniente, depois de mandar uma carta de amor? A carta é o meu último tiro. Agora ou vai vou racha.

Sobre a dúvida que eu relatara algumas postagens atrás, se eu enviava a carta pelo correio ou se colocava eu mesmo no escaninho, optei pela segunda opção por duas questões: primeiro por causa da segurança que a carta chegará ao destino e, em segundo lugar, por uma questão de tempo. O aniversário da EY tinha sido na véspera. Se eu colocasse a carta no dia seguinte, ela a receberia com um atraso considerável. quanto tempo leva uma carta para chegar ao destinatário dentro da mesma cidade? Acho que são dois dias.

Mas um outro problema surgiu: como colocar a carta no escaninho? Meu medo era de que o porteiro não me deixasse chegar ao escaninho. Talvez, se fosse uma figura feminina a colocar a carta, talvez ele aceitasse. Fui á casa da Sra. F. decidido a implorar que ela fizesse esse favor por mim. Se eu já moro perto da EY (55 unidades de diferença entre nossos prédios), a Sra. F. mora mais perto ainda (não sei de cabeça o número do prédio dela). Mas um fato me inibiu de fazer esse pedido: na hora em que ia pedir, ela disse que estava atrasada, que ia tomar um banho para ir buscar os filhos no colégio. Aí me inibiu totalmente. Já estaria sendo inconveniente se pedisse isso a ela.

Pior que eu conheço duas pessoas que moram no prédio da EY. Poderia tê-las contactado antes, já armando um esquema para que pudesse entregar a carta em paz, mas isso nem me passou pela cabeça. A carta tinha que ser entregue naquele dia. Eu nem tinha os telefones desses amigos para entrar em contato. Teria que mandar mensagem e torcer para eles responderem logo. Ou seja, totalmente inviável.

A decisão estava tomada: Ia eu mesmo entregar a carta.

Cheguei no prédio dela cheio de autoridade, já metendo a mão na porta. O porteiro a abriu. O grande passo já havia dado. Estava no prédio dela, o porteiro não me barrou a entrada. Agora era só agir com educação e as chances de tudo sair bem seriam enormes.

"Bom dia, tenho aqui um documento para a EY, vou colocá-lo na caixa de correio, ok?"

E o porteiro ainda me disse o número do apartamento (que, claro, eu já sabia)....

Foi muito fácil. Beijei e carta e a joguei no escaninho correspondente ao apartamento da mulher mais maravilhosa, linda, sensual e todos os demais elogios possíveis.

Agora não tem mais volta!

A sorte está lançada!!!

EY, eu te amo!!!!

4 comentários:

Fabiana Borges disse...

Se tudo q leio aqui é verdade - meu caro, sinto mto! ou "parabéns?"
quanto tempo se dedica a isso? Não sei se vc é " maluco" , ou " o último romântico" , ou se maluco é quem não vê um grande amor assim..
Não sei se Ey é uma mulher de sorte ou se você é um homem correndo atrás da borboleta , dando as caras pro azar!-
um blog assim é de se pensar..

tenho várias respostas..espero que você tenha apenas uma! rs

abraços...boa sorte!

Beline Cidral disse...

Boa sorte e lembre-se: Cartas de amor sao ridiculas, nao seriam cartas de amor, se nao fossem ridiculas. rs

Rogério Valdez disse...

curioso... essa guria deve ser demais cara

boa sorte com ela. Espero q a carta seja mtoo foda e ela curta =D

ab!

Anônimo disse...

Estou aqui de novo... como que lendo as paginas de um romance. Louca pra saber o que aconteceu...

Torcendo por vc.


Cíntia