segunda-feira, 16 de março de 2009

À Procura de EY

Hoje voltei a frequentar a academia no mesmo horário em costumava encontrar a EY. Na carta em que me declarava, disse que ia me afastar do horário em que sempre nos encontrávamos para não constrangê-la, mas diante desse silêncio sepulcral por parte dela, decidi ignorar essa parte.

Desde o primeiro minuto, quando atravessava a rua, meu olhar se perdia no fim da rua, de onde ela deveria surgir caso estivesse vindo para a academia.

Já no salão, adivinhem qual foi a primeira coisa que busquei ao chegar? Nem sinal dela.

Inúmeras vezes, entre um exercício e outro, me surpreendia olhando para a porta, na esperança de flagrar o exato momento em que ele entrasse. nada.

Inúmeros fantasmas me assustam. Será que ela recebeu a carta? Se recebeu, será que me mandou alguma mensagem e eu, graças aos descaminhos da Internet, não a recebi? Isso me deixa à beira de uma ataque de nervos, pensar que ela pode estar esperando uma resposta minha e eu esperando um contato dela.

E se ela não está indo à academia por minha causa? Isso também me passou pela cabeça. Já soube que ela não foi ao spinning ontem e na quarta, pelo menos no horário tradicional, não apareceu na academia.

Tomara que a Sra. Ivánovna obtenha sucesso logo em estabelecer contato com a EY.

Para o bem ou para o mal, tenho que saber o que aconteceu.

EY, eu te amo!

9 comentários:

Cáah disse...

nooossa, que pessoa mais apaixonada!!
isso eh tao bunitinhoo... hehe
=]


http://nadadelicada.blogspot.com/

Tiago Sânzio S. Pereira disse...

cuidado heim.. amor não correspondido é phoda!
e quem nunca passou uma paixão platônica que atire a primeira pedra... rs

douglasfert disse...

Gente... Uma carta?

Podia ter enviado algo um pouco mais pessoal, não?

Groo disse...

Rapaz...tudo bem, você é apaixonado pela Ey. Legal. Mas não se feche para outras possibilidades. Às vezes tem uma pessoa ao seu lado interessadissíma e que pode ser uma boa companhia, mas você está tão "focado" na Ey que acaba nem ligando para outras possibilidades. Atento a isso.

Boa sorte!

eviilin stefanelli disse...

noossa legal seu blog,valeo por passar no meu !
BEEIJOOS

C. disse...

Te indiquei a um selo, pega la no meu blog...

fica bem...

www.casadobesouro.blogspot.com

Alan Salgueiro disse...

Um narrador com identidade secreta e personagens que levam consigo também nomes fictícios. Uma paixão não correspondida (ou ainda não até agora) e todo o universo de acontecimentos girando em torno do sofrimento até arrebatar o coração de EY. Pode parecer clichê, mas prende a atenção... E gera a dúvida ou a curiosidade em saber se todo esse universo é fictício ou há por trás da criação desse blog e das histórias nele relatadas uma situação realmente real.

O amor e etc. disse...

Imagino como deve ser difícil,sabe? Já passei por algo semelhante, mas inferior e doia o suficiente. Boa sorte.

Pauline Machado disse...

Eu tenho que te dar as mãos, pois amo um cara que tem um compromisso com uma outra pessoa, mas eu o amo. Muito, é o que chama por aí de "o homem da minha vida"!
Um dia escreverei sobre ele e vc saberá.

Que tenhamos sorte e que os Anjos digam amém!

Um beijo!

**adoro os seus comentários!Obrigada!