quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Eu sonhei com a EY

No dia 30 de março, postei a seguinte mensagem: link para a postagem. Disse que queria muito sonhar com a a EY. Onze meses depois, meu sonho de sonhar se tornou realidade. Hoje, aliás, agora há pouco, sonhei com a EY. Ah, que delícia de sonho.

Como todo sonho, sem mais nem menos eu estava no trabalho da EY. Mas não era o trabalho real da EY, parecia mais um ambiente de escritório. Enfim, eu sabia que estava por lá esperando a saída dela. Ninguém parecia me notar. Sentia-me perfeitamente em casa, mexia nos computadores, andava pelos corredores e ninguém sequer me olhava.

Em determinado momento, ela me disse "Vou embora. Já ficou tarde" E, para o meu mais completo assombro, se aproxima de mim e me beija.

Olha, simplesmente não tenho palavras para expressar o que eu senti naquele momento. Foi extremamente real! Eu podia sentir a sua pele, o seu perfume. Imediatamente, no sonho, meus olhos se enxeram de lágrimas.

- O que foi? - ela perguntou

-Me desculpe, mas eu achei que depois da minha carta (link 1, link2), você nunca mais fosse sequer falar comigo.

E ela deu aquele sorriso E-S-P-E-T-A-C-U-L-A-R, passou a mão direita no meu rosto (fecho agora os olhos e consigo reproduzir mentalmente cada segundo em que ela me tocou) e me beijou novamente. Ah, como a vida é bela...

Foi aí que o sonho começou a acabar. Enquanto a beijava, um barulho chamou a minha atenção: Na varanda de um prédio bem na nossa frente, duas mulheres discutiam com um homem. O barulho chamou a minha atenção e dei uma rápida olhada. Foi por uma fração de segundos, mas, quando voltei o olhar para o ambiente em que estava com a EY, ela não mais estava lá. A sala que havia sido testemunha do meu beijo estava completamente vazia. Meu coração começou a bater aceleradamente. Novamente não sei explicar, mas por um milionésimo de segundo antes de acordar, portanto, ainda no sonho eu soube que aquilo não tinha passado de um sonho.

É sábio o ditado que diz "quanto mais alto, maior a queda". Como doeu acordar, levantar da cama e constatar que tudo não passara de um sonho. Aquilo que tinha começado como o sonho mais lindo de toda a minha vida terminou como pesadelo. Olhei para o relógio do meu quarto: 4h48min.

Confesso: na solidão inexpugnável do meu quarto, sentei-me na cama e fiz a única coisa que me restava: lamentei

Ah, EY.... por quê?

5 comentários:

Macaco Pipi disse...

TIPO
E VC SE APAIXONO PELA EY?

Renan Ogawa disse...

essa pessoa existe mesmo? LOL

Amanda disse...

seu blog é fantástico, sensacional!


www.ararutadoce.blogspot.com

Fabricio bezerra da guia disse...

a pior coisa que tem é essa,sonhar e descobrir que foi um sonho.eu já tive sonhos desses,eu fiquei DIAS triste por não ser real

Bruna disse...

Nossa depois desse seu post como eu ainda posso duvidar do amor, só sendo muito insensível mesmo...
Sonhos são mágicos. Enquando duram.
bjs